fbpx
(51) 3247-3030    edisul@edisul.com.br
default-logo

A Escola Bauhaus

A Bauhaus foi uma escola de arte vanguardista na Alemanha, uma das maiores e mais importantes expressões do que é chamado Modernismo no design e na arquitetura, sendo a primeira escola de design do mundo. Existiu por apenas 14 anos, porém, um século depois de sua fundação os conceitos que criou continuam pertinentes. 

O principal campo de estudos da Bauhaus era a arquitetura e procurou estabelecer planos para a construção de casas populares baratas por parte da República de Weimar. A escola publicava uma revista chamada Bauhaus e uma série de livros chamados Bauhausbücher.

A escola foi fundada por Walter Gropius em 12 de abril de 1919, combinando arquitetura, artesanato e uma academia de artes. A supremacia da arquitetura sobre o design é também um dos pilares do pensamento da escola da Bauhaus. Consideravam a cidade como sistema de comunicação intersubjetiva. Tudo está em função do espaço habitável, assim também os objetos, mas sobre tudo na idéia centrada na arquitetura como método de construção do menor ao maior dos objetos, para viver civilizadamente teria que haver uma racionalidade das grandes às pequenas coisas. Aliar os conceitos das vanguardas artísticas ao design de objetos não era uma novidade, mas na Bauhaus levou isto ao ponto de elaborá-las como obras de arte que seriam reproduzidas porque acreditavam que os objetos são elementos de educação estética da sociedade. Para ter uma vida civilizada as pessoas deviam viver em ambientes altamente estéticos. Por isso deviam ser estudados e desenhados todos os objetos, tudo podia ser objeto de analise e projeto.

A Bauhaus tinha sido grandemente subsidiada pela República de Weimar. Após uma mudança nos quadros do governo, em 1925 a escola mudou-se para Dessau. Uma nova mudança ocorre em 1932, para Berlim, devido à perseguição do recém-implantado governo nazista.

Em 1933, após uma série de perseguições por parte do governo nazista, a Bauhaus é fechada, também por ordem do governo.  Contudo, a Bauhaus teve impacto fundamental no desenvolvimento das artes e da arquitetura do ocidente europeu, e também dos Estados Unidos, Israel e Brasil nas décadas seguintes. A Cidade Branca de Tel Aviv, em Israel, que contém um dos maiores espólios de arquitetura Bauhaus em todo o Mundo, foi classificada como Patrimônio Mundial em 2003. 

A escola Bauhaus também influenciou imensamente a América do Sul, tendo como seu principal representante o arquiteto Oscar Niemeyer. A jovem capital brasileira, Brasília, foi projetada em 1957 sob as tendências modernas e funcionalistas inauguradas pelo bauhasianismo. Todo o plano-piloto, incluindo tanto os edifícios residenciais quanto as construções públicas, são exemplos e ícones desta arte, em sua excelência.

Atualmente, a Bauhaus de Weimar mantém a sua liderança como uma das melhores universidades na Alemanha, lecionando, sobretudo, o ramo da arquitetura, mas estando também integrada num núcleo de outros pólos de ensino artístico, como design, media, música, entre outros. O ensino da Bauhaus encontra-se intrínseco na própria forma de lecionar da escola atualmente, baseando-se muito na experimentação prática de ideias e na realização de seminários e workshops para confronto de conhecimentos.
Conheça mais sobre a Bauhaus:  https://www.bauhaus100anos.com.br/

Sobre o autor

Deixe seu comentário

*